Grife norte-americana usa apenas modelos negras e plus size em suas propagandas

A grife “Rum + Coke” vende roupas como qualquer grife, entretanto, na sua publicidade só tem modelos negras e plus size. Os projetos da estilista e designer Courtney Smith ostentam curvas e apelam para estampas, cores vivas e tecidos exuberantes. Os preços da marca são acessíveis, entre 48$ e 200$. Já os tamanhos vão do pequeno ao 3XL, numeração maior que o Extra GG, ou seja, seus produtos são destinados para pessoas da vida real. O mundo da moda é permeado de muitos rótulos, e o objetivo da “Rum + Coke”, é que sendo plus size ou não, a marca atinja mulheres de maneira agradável com modelos semelhantes a elas.

rumcoke2

Kianna Top Curto, US $ 48, Maya Saia, $ 88. Foto: Rum + Coke

 

Smith tem como inspiração a cidade de Nova York, e busca neste grande centro urbano chique mulheres de todos os tipos e de todos os lugares. Em entrevista ao site Refinery 29 a estilista garante que não estava bêbada quando criou o nome da marca, mas explica que faz roupas para mulheres divertidas como ela. “Todo mundo me chama de Coco e um derivado desse nome é Coke. Eu queria que a marca fosse divertida, então eu adicionei um pouco de rum!”, conta Smith.

Outro princípio fundamental da marca é que existe uma multiplicidade de beleza, entretanto, raramente é vista nas propagandas, e por isso, em suas fotos busca representar as mulheres maiores e negras. “Ninguém questiona por que existem apenas mulheres magras e pequenas como público alvo das outras marcas?”, pergunta a estilista.

Ainda sobre os padrões de beleza a criadora de “Rum + Coke” fala sobre as mensagens negativas que as mulheres estão sujeitas diariamente. “Você não é fina o suficiente, você não é jovem o suficiente, você não é leve o suficiente. Isso tudo basicamente diz às mulheres que são insuficientes”, e acrescenta que deseja que as mulheres entendam que elas são bonitas do modo em que são.

Outro motivo para que R+C faça sucesso entre as mulheres é a demanda que existe no mercado para a moda plus size. Smith fala que o mercado está evoluindo, mas ainda falta muito. “Sinto que muitas marcas ficam aquém de fazer mais peças de qualidade, ou mais peças em tudo, por causa do estigma ligado ao peso”. A estilista acredita que as marcas plus size podem fazer melhor, e não há dúvidas de que “Rum + Coke” tem feito roupas melhores para mulheres que estão acima da etiqueta G.

Veja mais fotos:

rumcoke

Tina Vestido, US $ 65. Foto: Rum + Coke

 

rumcoke3

Toni vestido, US $ 200. Foto: Rum + Coke

 

rumcoke4

Joan Vestido, $ 115. Foto: Rum + Coke

 

rumcoke6

Coke Vestido, $ 115. Foto: Rum + Coke

 

FacebookTwitterPinterest

Projeto de colagens busca retratar a beleza da mulher negra

A Karol Rodriguez é daquelas meninas que o corpo pulsa arte e criatividade. O Ensino Médio ela acabou de concluir, mas já tem se desafiado em outras formas artísticas. Amante do desenho, Karol decidiu se aventurar nas colagens, método de manipulação de fotografias em que se cola umas sobre as outras.

1377288_743258519085612_5038748036205487515_n

Para começar, a artista realizou uma série de imagens que busquem valorizar a beleza de mulheres negras focando na individualidade de cada uma. As personagens escolhidas vieram de um grupo em que Karol participa no Facebook, “Arte das Pretas”. Para o processo de criação foram utilizados editores online como o Pixrl e o Editor Express, além do programa Adobe Illustrator.

10750317_743258459085618_2270273132096097488_o

Karol conversou com cada menina que desejou retratar e diz que o seu objetivo era o de incentivar a identificação de cada uma como negras. “Acho que o que eu mais queria era mostrar como elas se encaixam dentro delas mesmo, e como se aceitam como pretas, o que não é fácil para todas as minas”, explica.

O projeto ainda está no começo, para janeiro a artista promete fazer mais colagens e dar continuidade nesse trabalho de valorização da beleza negra.

241192_743258492418948_666738285023043799_o

FacebookTwitterPinterest